Politica

Empresário de Deyverson critica diretoria do Cuiabá e denuncia “abuso de poder e terrorismo psicológico”

Felipe Dias, empresário responsável pela carreira do atacante Deyverson, jogador do Cuiabá Esporte Clube, declarou durante entrevista ao TNT Sports que a reintegração do atleta ao elenco principal é somente mais um “episódio triste” desse longo processo entre o jogador e o clube.

O agente afirmou que a diretoria do Dourado é constantemente ditatorial e medieval, além de abusar do poder, tratando os jogadores com terrorismo psicológico e com isso levando os atletas a suportar situações de violência.

“A reintegração do Deyverson é apenas mais um triste episódio deste longo processo. Só lamento profundamente que o Deyverson bem como outros atletas, e demais funcionários do clube não possam falar publicamente do que se passa no Cuiabá. O constante abuso de poder, comportamentos completamente ditatoriais e medievais de que são vítimas, terrorismo psicológico constante leva-os a suportar situações de extrema violência psicológica, pois se falarem, são multados ou alvos das mais variadas perseguições”, declarou o empresário.

O agenciador disse, ainda, que espera que as instituições competentes do Brasil estejam atentas aos graves abusos cometidos diariamente pelo Cuiabá, desrespeitando os direitos dos trabalhadores, seja jogador ou não.

“Espero e apelo sinceramente que as instituições federativas, sindicais e judiciais do Brasil estejam atentas aos graves abusos que são cometidos diariamente no Cuiabá, as ameaças e chantagem que são feitas, violando de forma grosseira e criminosa os direitos mais básicos de qualquer cidadão, trabalhador seja ele jogador de futebol ou não.”

Vale destacar que o afastamento de Deyverson aconteceu devido a um possível acordo verbal para um pré-contrato entre o jogador e outro clube. Fato divulgado pelo próprio presidente do Cuiabá, Cristiano Dresch.

Em resposta, Dresch, que também foi ouvido pela reportagem do TNT Sports, declarou que não esperava uma alegação tão forte vindo do empresário, visto que recentemente o dirigente falou sobre reintegrar o atleta ao clube.

Cristiano afirmou também que abrirá um processo judicial contra as alegações. “Me causa espanto ouvir isso coincidentemente no dia em que dei uma entrevista dizendo que o clube conta com o jogador. O Deyverson já me elogiou em rede nacional mais de 10 vezes. Não estou entendendo essa alegação tão grave e vamos imediatamente abrir um processo contra ele”.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo